Pensamentos, desabafos, amores e desamores, encontros e desencontros, sentimentos contraditórios, palavras de conforto, tudo o que uma adolescente pensa ♥

As coisinhas que eu escrevo

Quinta-feira, 04 de Novembro de 2010

 

 

Já dizia a J. que a morte é a solução para tudo, apoiada! A morte resolve todos os problemas, sejam eles quais forem. No momento em que ela me disse isso chamei-lhe louca por dentro, não é para menos, uma rapariga de 15 anos a dizer-me que a morte é a solução para tudo só pode estar louca. Mas agora dou-lhe razão por dizer isso, a vida é uma porcaria.

Quando temos um sonho fazemos de tudo para o tornar realidade e mesmo assim não o conseguimos fazer, quando amamos alguém essa pessoa acaba sempre por nos magoar, muito ou pouco, de que maneira for, magoa-nos. Para quê viver? Havemos de morrer um dia, e se eu soubesse o que sei hoje sobre a minha vida de 16 anos, pedia para não ter nascido.

Não consigo imaginar-me no futuro, não me imagino a ir para a faculdade, conhecer o homem dos meus sonhos, casar com ele, ter filhos lindos com ele, criar os meus filhos, viver feliz com o meu marido, não consigo imaginar, especialmente porque vou morrer no fim de uma vida cheia de coisas. Porque é que as pessoas têm de ter sentimentos e têm de pensar?

E não me perguntem o que me deu para estar a escrever isto neste momento, mas a verdade é que só penso em como o pude perder e como é que ele nunca mais me disse nada.

 

Beijinhos, Kikas ♥

escrito por Daniela às 21:36

estás a ser demasiado dramática. e se não fores para a faculdade? e se não casares? e se não tiveres filhos? serás menos feliz por isso? é mesmo preciso um homem para aturar e criancinhas a berrar para sermos felizes? é mesmo preciso o stress de não saber o que cozinhar, mais o stress de não deverem ser apenas as mulheres a cozinhar mas também os homens, mais o stress de arrumar a casa, mais o stress de não dever ser a mulher a arrumar a casa mas também os homens, o que torna essa vida mais feliz? alguns são felizes com esse stress, outros não. independentemente da nossa situação, há pessoas com a capacidade de ver o lado bom das coisas, outras não. devíamos todos ver apenas o lado bom e isso só depende de nós. qual vida de merda, qual quê, a vida é maravilhosa, até mesmo neste mundo corrompido.
narmy. a 4 de Novembro de 2010 às 22:18

tens as mesmas incertezas do que eu. s: também me pergunto como será o futuro, a faculdade, marido e filhos (possivelmente) x: mas tipo, essas coisas são mesmo coisas do futuro, o que terá de acontecer , acontecerá. nem vale a pena fazer previsões, que só piora (:
beijinhos,
- AnnaRaquel a 7 de Novembro de 2010 às 10:50